Miséria extrema no país cresce e atinge 13,2 milhões de pessoas

Não é de hoje que o Brasil passa por diversas crises políticas e principalmente financeiras, nos últimos anos milhares de pessoas sofreram com a inflação alta e desemprego em todo o país. Com isso, a miséria extrema no país cresce e atinge 13,2 milhões de pessoas neste ano, o que voltou a pôr o país em uma situação alarmante.

Miséria extrema no país cresce e atinge 13,2 milhões de pessoas

De acordo com dados obtidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), desde 2016 a situação no país economicamente tem piorado bastante em relação a população.

O IBGE liberou informações que confirmam que após 2016, o nível de extrema pobreza no país saltou para 26,5%. Assim, mais de ¼ de toda a população brasileira está abaixo da linha de pobreza.

Com isso, algumas alternativas foram criadas pelo Governo federal afim de amenizar essa situação financeira.

O programa do Cadastro Único, teve uma remodelação e passou a inscrever pessoas e famílias em programas socais. Por meio do CadÚnico, esses cidadãos podem ter acesso a alguns benefícios sociais como o Bolsa Família, ou o programa Chapéu de Palha.

CadÚnico 2021

Segundo os dados emitidos pelo CadÚnico, o número aproximado de pessoas no Brasil que estão abaixo da linha de pobreza chega a ser de 13,2 milhões de pessoas em todo o território nacional.

Dentre essa população carente, a maior concentração se encontra na região Nordeste. Porém, nos anos de 2018 e 2019, os estados brasileiros que mais sofreram com quedas na situação financeira das famílias brasileiras, foram os estado do Rio de Janeiro e de Roraima.

Com isso, fica claro que todo o país está passando mais uma vez por uma alta crise financeira. Da qual, afeta principalmente as famílias e a economia local.

Porém, para tentar auxiliar essas pessoas, o CadÚnico vem criando formas alternativas de auxiliar a população. Atualmente, mais de 14 milhões de pessoas possuem um cadastro Bolsa Família 2021.

Por meio deste benefício, é possível que milhares de pessoas possam conseguir uma melhor condição para suas famílias. E assim, ter uma maior qualidade de vida. 

Qual o processo de cancelamento do Fies?

O Fies é um programa de financiamento estudantil que está em vigor há alguns e tem permitido que estudantes alcancem o sonho do ensino superior de qualidade. Assim como qualquer iniciativa, o programa dispõe de alguns requisitos e regras. Por vezes, pode ser que a requisição do financiamento não seja mais necessária e o aluno pode cancelar o benefício a qualquer momento. Você sabe como?

Entenda a seguir como funciona o Fies e qual o processo de cancelamento do auxílio.

Como funciona o Fies?

O Fies oferece financiamento para os estudantes que não podem arcar com as mensalidades da faculdade e é conhecido por ter os juros mais baixos do mercado. Quando contratado, o Fies oferece subsídio até a conclusão da graduação e você só precisa devolver o valor após um período depois da finalização do seu curso.

Para manter o programa é preciso realizar pagamentos trimestrais, de acordo com as novas regras do Fies, assim como realizar o aditamento FIES dentro do prazo estabelecido pelo próprio programa. O não cumprimento destes requisitos pode levar a perda do subsídio do Fundo de Financiamento Estudantil. Portanto, atente-se as regras e não perca o seu auxilio.

Quer garantir o seu financiamento para o FIES 2021? Confira as informações e fique por dentro!

Qual o processo de cancelamento?

Seja por desistência da faculdade ou por melhoria da situação financeira do beneficiado, ele pode realizar a qualquer momento o cancelamento do Fies. Você sabe como? A primeira coisa a se fazer é garantir que você não tem nenhum débito pendente com o programa, como por exemplo, as mensalidades trimestrais.

Você deve solicitar o cancelamento do Fies através do site. Mas vale lembrar que o cancelamento só fica disponível no atendimento online do programa nos dias 1 e 15 de cada mês, exceto pelos meses de Junho e Dezembro. Quando acessar o site neste período, clique em “Encerramento” para iniciar o processo.

Depois de informar os seus dados no site você deve escolher uma das 4 formas de quitação da sua dívida com o Fies. As opções disponíveis para você são:

  • Liquidar o contrato no ato do encerramento;
  • Permanecer na fase de utilização;
  • Antecipar a fase de carência;
  • Antecipar a fase de amortização.

Leia atentamente os valores e prazos de cada opção e selecione a que for condizente com a sua situação. Depois desta etapa, você deverá se dirigir, acompanhado por seu fiador, à agência bancária pela qual contratou o financiamento do Fies e confirmar o cancelamento do mesmo.